Skip to main content

Pix vai ter pagamento por aproximação, diz presidente do Banco Central

Celular é usado para leitura de QR code em pagamento via PIX. — Foto: Reuters/Pilar Olivares A próxima novidade do Pix, instrumento de pagamento instantâneo utilizado por 150 milhões de brasileiros, será a possibilidade de pagar uma compra po

Por admin

12/06/2024 07h10 Atualizado recentemente

Celular é usado para leitura de QR code em pagamento via PIX. — Foto: Reuters/Pilar Olivares

A próxima novidade do Pix, instrumento de pagamento instantâneo utilizado por 150 milhões de brasileiros, será a possibilidade de pagar uma compra por aproximação do celular, revelou nesta terça-feira (11/6) o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em evento com empresários em São Paulo.

De acordo com ele, o consumidor poderá registrar uma chave Pix nas carteiras digitais, como Apple Pay e Google Pay, e utilizar do mesmo modo que já faz hoje ao pagar com o cartão de crédito ou de débito virtual registrados nessas carteiras.

“Percebemos que podemos fazer algo que pode ser muito rápido. Estamos fazendo uma associação com as carteiras, como Google Pay e Apple Pay, e ao invés de colocar cartão de crédito lá, pode apenas colocar Pix”, disse Campos Neto, durante evento Valor’s Emerging Tech Summit 2024.

Ele não informou, no entanto, quando a funcionalidade estará pronta. “Estamos trabalhando nos acordos com as empresas das carteiras digitais”.

Transações em alta

Segundo dados apresentados por ele, hoje existem 108 milhões de brasileiros bancarizados. São cerca de 150 milhões de pessoas que usam o Pix. (uma pessoa pode ter chave Pix e não ser bancarizada) e 14,5 milhões de empresas. No total, são 754 milhões de chaves Pix cadastradas nas instituições de pagamentos e nos bancos.


Confira também: .

Em abril, foram registradas 4,9 bilhões de transações por esse instrumento, uma alta de 53% em relação ao mesmo período do ano passado. “Esses dias tivemos 207 milhões de transações num único dia, então são quase duas operações de Pix. por pessoa bancarizada por dia”, disse, acrescentando que são quatro vezes mais operações do que na Índia, país mais populoso do mundo.

O presidente do BC falou ainda sobre os efeitos do Pix sobre a bancarização dos brasileiros e a inclusão nos serviços financeiros. Na opinião dele, a ferramenta está substituindo outros produtos bancários mais rapidamente do que se imaginava.

Campos Neto comentou ainda sobre outras funcionalidades do Pix. em implementação pelo órgão regulador, que são as modalidades Pix Agendado e Pix Automático. “Para aquelas contas que você tem que pagar todo o mês, você pode colocar no Pix Automático”, finalizou.

Com Metrópoles

Publicado de forma automática pelo integrador de notícias, originalmente foi publicado pelo https://opipoco.com.br

Comentários (0)

Faça seu Login para participar da conversa
Entrar