SUSTO: Incidente que causou estouro de pneu de avião da Azul durante pouso, leva companhia a cancelar decolagem no aeroporto de Campina Grande 

Um incidente ocorrido na tarde desta segunda-feira (30) durante procedimento de pouso de uma aeronave da Azul Linhas Aéreas procedente do Aeroporto Internacional dos Guararapes, em Recife, para o Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande, levou a companhia a cancelar o voo da tarde que retornaria à capital pernambucana.

No momento em que a aeronave pousou, houve um toque brusco no solo, o que causou o estouro de um dos pneus do trem de pouso. O incidente não causou ferimentos em qualquer membro da tripulação ou passageiros, que desembarcam normalmente.

Pouco tempo depois os funcionários da companhia informaram o ocorrido aos passageiros que já estavam na área de embarque do Aeroporto de Campina Grande, a maioria para fazer conexões em Recife e seguir para outros aeroportos do Brasil e até do exterior.

A informação inicial dava conta de que haveria a troca do pneu avariado e que, em seguida, a aeronave decolaria com os passageiros, havendo apenas atraso em relação ao horário de embarque, que das 13h40 passou para as 15h. Porém, mesmo com a troca, a decolagem ficou na dependência de uma avaliação técnica por parte da engenharia da Azul e dos técnicos do Aeroporto de Campina Grande, atrasando mais ainda o embarque dos passageiros.

A dúvida pairava em relação ao pneu que, no trem de pouso, estava ao lado do que estourou, pois este poderia ter sido avariado também, em função da carga que teve que suportar, até o final do procedimento de pouso. Enquanto isso, os funcionários da Azul serviam água e tentavam tranquilizar os passageiros que estavam à espera de informações.

Por volta das 18h os técnicos chegaram à conclusão de que, por prudência, a decolagem não seria autorizada e o voo foi cancelado.

Remoção de ônibus – Alguns passageiros com conexões foram transportados para Recife em ônibus fretado pela Azul. Muitos deles perderam as suas conexões iniciais e foram alocados em outros voos. Houve também passageiros que pernoitaram em Campina Grande para seguir viagem nesta terça-feira (31).

Para os passageiros que pernoitaram, a companhia ofereceu hotel e alimentação, mas os que não precisaram de hotel reclamaram que a companhia não custeou as despesas com alimentação e tiveram que jantar custeando do próprio bolso. A informação era de que a Azul não dispõe de contrato com restaurante em Campina Grande, para fornecer as refeições.

Por conta do cancelamento, seguindo determinação da Agência Nacional da Aviação Civil – ANAC, cada passageiro recebeu um voucher no valor de R$ 200 para obter desconto na compra futura de passagem aérea pela Azul.

Na manhã desta terça-feira, a mesma aeronave avariada no dia anterior já estava operando normalmente, nos voos entre os aeroportos de Recife e Campina Grande.