Pastora da Paraíba nega acusações de ‘venda’ de orações e de vagas em cultos com PIX e diz que igreja vai crescer: “incomode quem incomodar”

A pastora Renallida Carvalho negou as acusações de que esteja ‘vendendo’ orações e vagas em cultos através de recebimento de dinheiro dos fieis via PIX. A pastora inaugura, hoje (15) e amanhã (16) a sua igreja evangélica em Cabedelo, na região metropolitana de João Pessoa.

Nas redes sociais, Rennalida compartilhou uma mensagem de um seguidor com a seguinte mensagem: “incrível que tudo que cresce incomoda né? Que o Espírito da vida e conhecimento guardem os pastores Leonardo e Renallida.” Ao compartilhar a mensagem, a pastora Renallida completou dizendo: “vai crescer, incomode quem incomodar.”

Em outro compartilhamento, a pastora diz em vídeo que “Deus nunca vai deixar de lhe abençoar pelo dizem ou deduzem ao seu respeito. Deus não é levado pelos grupos de WhatsApp que fazem para falar mal de você.”

Já em entrevista à TV Arapuan, nesta quarta-feira, a qual Renallida também compartilhou na internet, ela disse que a acusação de que estaria ‘vendendo’ orações e vagas em cultos “é mentira, fake news. É tudo gratuito (nos cultos e orações). Sabemos que pessoas sem caráter tem em todos os lugares. Você não vai pagar absolutamente nada para adorar a Deus.”

Ainda segundo a pastora, “falar e criticar é fácil. Mas entrar no presídio, nas comunidades para abençoar é coisa que ninguém vai lá fazer isso comigo.”

Com mais de 2 milhões de seguidores, a pastora Renallida recebeu muito apoio dos seguidores nas redes sociais, além de ajuda de vários fieis para limpar o templo da igreja para a inauguração de hoje e amanhã. Entretanto, ela também foi alvo de algumas críticas nos comentários de suas publicações, sendo chamada até de ‘estelionatária da fé’, conforme foi apurado.