Jovem de 18 anos descobre novo asteroide no espaço durante pesquisa para Nasa

O que uma jovem de 18 anos faz da vida? Laysa Peixoto Sena Lage descobre asteroides para a Nasa.

Em agosto deste ano, a jovem moradora de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, que sempre estudou em escola pública, fez a descoberta e a batizou de LPS 003, suas iniciais.

Ela se interessou pelo tema no início do ano, quando viu no site da Nasa a campanha de “caça asteroides”. O projeto é realizado em parceria com a The International Astronomical Search Collaboration.

“Desde o início do ano, participo da caçada aos asteroides da Nasa. Eu vejo as imagens pelo telescópio e estudei o sistema solar do instituto no Havaí. Analiso pixel por pixel da imagem, percebo algumas características e valores. Aí fui enviando relatório para eles. Depois de um tempo, eles comprovaram que era um asteroide mesmo e, por enquanto, ele terá as iniciais do meu nome. Ganhei até certificado”, contou Laysa.

A jovem analisava as imagens no computador de casa, no bairro Flamengo, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde mora com os pais.

Ela está no 2º período de física da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Laysa estudou em uma escola pública e sempre foi apaixonada pelas estrelas.

“É uma experiência indescritível, sempre foi meu sonho poder contribuir com a física, com a ciência (…) sempre fui apaixonada pelas estrelas e o que me deixa mais feliz é que estudei a vida inteira em escola pública, então, independentemente de onde a pessoa estudou, ela pode realizar sonhos e conseguir o que quiser”, comemorou.

A “caçadora de asteroide” faz parte do Observatório Astronômico da UFMG e já está cheia de planos.

“Quero realizar um outro curso da Nasa que se chama Advance Space Academy e também analisar estrelas para saber se há planetas em torno delas”.

Laysa foi medalhista de prata na 23ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, em 2020, e chegou à final da Competição Internacional de Astronomia e Astrofísica, sendo contemplada com medalha de bronze.

Ministério Público recomenda que Patos revogue decreto que exige apresentação de passaporte da vacina para acesso a estabelecimentos

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou ao prefeito de Patos, no Sertão paraibano, que revogue o decreto ou ato administrativo que determina apresentação de passaporte da vacina para acesso a estabelecimentos e instituições. O documento foi assinado pelo promotor de Justiça, Elmar Thiago Pereira de Alencar, na segunda-feira (20). 

De acordo com a recomendação que o ClickPB teve acesso, o MPPB considera que a “exigência do chamado PASSAPORTE DA VACINAÇÃO, por DECRETO, em todo o território do Município de Patos, ainda que tenha como fito a imposição de imunizações, ocasiona inconstitucional restrição de acesso de não vacinados a instituições públicas e privadas”. 

Além disso, o órgão considera a exigência possibilidade de violação do direito fundamental de ir e vir, o que pode acarretar o impedimento irrestrito de acesso a determinadas localidades, causando prejuízo da circulação de pessoas, bens e serviços, o que pode acarretar em danos ainda maior à incolumidade pública.

Conforme a publicação, é necessário que a Prefeitura de Patos, “dá-se a esta recomendação, ante a urgência que o caso requer, o prazo excepcional de 48 horas para que o Poder Público informe se foram tomadas as providências cabíveis, sendo passível de apuração de eventual ato de desvio de poder”.

Na semana passada, a Prefeitura de Patos publicou um novo decreto que adotava novas medidas temporárias e emergenciais da prevenção ao Covid-19. Ele começou a valer a partir do dia 16 de setembro e vai até 30 de setembro. Entre as recomendações estava a apresentação do Passaporte de Vacinação, para ingressar em estabelecimentos do setor público ou privado. 

Confira a recomendação

Proprietários de motocicletas de até 162 cilindradas podem fazer adesão para receber perdão de IPVA e taxas na Paraíba

Os 284 mil proprietários de motocicletas de até 162 cilindradas já podem fazer a adesão no portal da Secretaria de Estado da Fazenda para ter direito à remissão (perdão) dos últimos cinco anos (2016 a 2020).

O banner já está disponível na página principal do portal nos “Serviços Mais Acessados” intitulado de “Motos até 162 cc” ou via link direto, mas o proprietário somente poderá acessar o link para imprimir boleto em computadores do tipo desktop ou notebook.

Para facilitar a emissão do boleto na opção à vista ou parcelada, o proprietário da moto precisa ter como informações prévias da adesão: o número do CPF do proprietário da moto; número da placa e o número do renavam.

PASSO A PASSO – Se o proprietário optar pelo pagamento da cota única à vista com 10% de desconto, ele recebe o perdão perante o Estado em até 24 horas. Para ter direito ao Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), emitido pelo Detran-PB, precisa efetuar o pagamento do licenciamento de 2021 do veículo completo (IPVA e Taxas), regularizando, assim, a situação do proprietário perante o Estado com a sua moto.

Já se o proprietário optar pelo parcelamento em três vezes, somente poderá dar entrada e receber o CRLV como regular, após quitar a última parcela. Ele tem ainda uma terceira opção: o pagamento total até 30 de dezembro. O comprovante do pagamento completo de 2021 pago (IPVA e taxas) é a pré-condição para garantir o perdão.

“Após o pagamento completo do exercício de 2021, o sistema da Sefaz-PB já está preparado para gerar o perdão dos cinco últimos anos”, reiterou o secretário da Sefaz-PB, Marialvo Laureano.

ATENÇÃO NA DATA – O prazo limite de pagamento será até o dia 31 de outubro, mas o contribuinte poderá antecipar a sua adesão, pagando o boleto do IPVA e de taxas do Detran-PB de 2021 a partir desta segunda-feira (20). Contudo, ele precisa atenção no ato da emissão do boleto para se for pago em setembro alterar a data de pagamento para este mês.

O perdão inclui todos os débitos do IPVA, que é da responsabilidade da Sefaz-PB, e todas as taxas de bombeiros, de licenciamento, de depósito, caso a moto esteja apreendida em prédio público do Estado, que é de competência do DETRAN-PB, do período de 2016 a 2020. A lei 12.030/2021 sancionada pelo governador João Azevêdo foi publicada no Diário Oficial do Estado, no final de agosto.

Para 69% dos brasileiros, situação econômica do país piorou, diz Datafolha

Para 69% dos brasileiros, a situação econômica do país piorou nos últimos meses, segundo pesquisa Datafolha realizada de 13 a 15 de setembro.

O número está próximo dos maiores patamares já registrados nos levantamentos em que esse questionamento foi feito. Em 2015, no governo Dilma Rousseff (PT), chegou a 82%. Em junho de 2018, no governo Michel Temer (MDB), a 72%.



No governo Jair Bolsonaro (sem partido), a pergunta apareceu nas pesquisas de 2019, quando o resultado ficou em torno de 35%, e agora, em setembro de 2021. A questão não constou dos levantamentos realizados em 2020, após o início da pandemia.

A pesquisa foi feita presencialmente, com 3.667 brasileiros em 190 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para baixo ou para cima.

Mesmo entre apoiadores do governo, prevalece a opinião negativa. Para 31%, a economia melhorou, para 36%, piorou. Para 32%, ficou como estava.

O ambiente econômico se deteriorou nos últimos meses: crise hídrica, desemprego elevado, uma economia estagnada no último trimestre e aumento da inflação e dos juros são alguns exemplos.

Ameaças autoritárias feitas pelo presidente e medidas com impacto fiscal também contribuíram para derrubar a Bolsa e para a alta do dólar.

Segundo o Datafolha, a situação econômica do país piorou para 74% das mulheres e 62% dos homens; para cerca de 70% das pessoas de 16 a 44 anos e de 65% dos entrevistados acima dessa faixa etária; 62% dos evangélicos e 71% dos católicos.

Homens, pessoas mais velhas e evangélicos se destacam no perfil daqueles com avaliação mais positiva do governo, como mostrou a Folha ao divulgar os novos números sobre a popularidade do presidente.

A avaliação da piora na economia cai conforme aumenta a renda do entrevistado. É de 70% na faixa até dois salários mínimos e de 62% naquela acima de dez mínimos, por exemplo.

Na escolaridade ocorre o oposto: 64% das pessoas com ensino fundamental e 74% das que têm ensino superior dizem que a economia piorou.

Por região, a avaliação negativa sobre a economia fica em 70% no Sudeste e Nordeste e em 65% nas demais regiões. Por ocupação, destaca-se o índice elevado entre assalariados sem registro (77%) e estudantes (74%) e menor entre empresários (54%).

PRÓXIMOS MESES

O Datafolha também perguntou se, nos próximos meses, a situação econômica do país vai melhorar, piorar ou ficar como está.

Para 39%, vai piorar, percentual que era de 35% na pesquisa anterior, de julho de 2021, e havia alcançado o recorde de 65% no levantamento de março deste ano, quando a crise sanitária se agravou e não havia pagamento de auxílio emergencial.

Nos levantamentos de 2020, após o início da pandemia, 41% tinham expectativa negativa. No início do governo, em 2019, eram 18%.

O índice de quem acha que a economia do país vai melhorar também oscilou na margem de erro, de 30% em julho para 28% em setembro deste ano. Em março, 11% estavam otimistas. No início do governo, eram 50%.

O pessimismo é maior entre as pessoas que têm uma avaliação negativa do governo Bolsonaro: 54% delas acham que o cenário econômico irá piorar. Entre os que avaliam o governo como ótimo/bom está em 13%.

A avaliação sobre a economia é mais negativa entre mulheres (42%), entrevistados com ensino superior (47%), pessoas de 16 a 44 anos e aqueles com renda de até cinco salários mínimos (cerca de 40% nesses dois últimos recortes), todos eles grupos nos quais o governo tem baixa taxa de aprovação.

A expectativa do mercado financeiro é um crescimento da economia próximo de 5% neste ano, resultado que considera o carregamento estatístico do desempenho até o primeiro semestre e contempla uma economia praticamente estagnada no segundo semestre, segundo cálculos feitos por diversos economistas.

A inflação já está próxima de 10%, e os juros devem chegar a 8% no final deste ano.
Com a turbulência política esperada até as eleições presidenciais, as estimativas de crescimento para 2022 começam a ficar abaixo de 1% e, embora a maioria dos analistas afaste o risco de racionamento, um programa de redução de consumo pode jogar o país em nova recessão.

Corpo de Luis Gustavo é cremado em Itatiba, interior de São Paulo

O corpo do ator Luis Gustavo foi cremado neste domingo (19) em uma cerimônia restrita à família e amigos no Portal Crematório de Itatiba, cidade do interior de São Paulo. Não houve velório, somente a presença de pessoas mais próximas ao artista.

Luis Gustavo lutava contra um câncer no intestino. A informação foi revelada e lamentada mais cedo por Cássio Gabus Mendes, sobrinho do ator, no Instagram. “Informo que meu querido Tatá faleceu hoje, vítima de câncer! Descanse na luz e na paz!!”, escreveu.

Nascido em Gotemburgo, na Suécia, Luis Gustavo era filho de um diplomata espanhol, Luis Amador Sánchez Fernández, a trabalho naquele país, e de Elena Blanco Castañera, uma espanhola de origem humilde. Luis Gustavo veio para o Brasil ainda quando criança.

Iniciou sua carreira artística como contrarregra através de seu cunhado Cassiano Gabus Mendes, então diretor artístico da TV Tupi.

Pouco tempo depois, já havia participado de diversos filmes, telenovelas e teleteatros até estrelar o anti-herói em Beto Rockfeller de Bráulio Pedroso, considerada a primeira novela moderna no formato que dura até a atualidade. Desde então, consolidou a sua carreira artística atuando em diversas telenovelas e filmes.

Vulcão das Ilhas Canárias capaz de provocar tsunami e atingir Paraíba entra em erupção

O vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Ilhas Canárias, que fica no continente africano, entrou em erupção neste domingo (19). De acordo com informações, ele
pode provocar um tsunami que atingiria todas a costa leste de todas as américas, ou seja, o que inclui a Paraíba, após um tsumani.

De acordo com informações, o vulcão entrou em erupção às 11h12 (horário de Brasília). O alerta de risco foi dado pelas autoridades espanholas. Segundo informações trazidas pelo UOL, a erupção é de pequeno porte e ainda não há alerta de tsunami. Confira os momentos da erupção.

O vulcão de Cumbre Vieja não entra em erupção desde 1971, porém voltou a ser noticiado nesta semana, após entrar em alerta amarelo. O complexo vulcânico é destaque em informações no Brasil, pois é o único, em caso de erupção explosiva, capaz de gerar deslizamentos e tsunami.

As Ilhas Canárias estão a cerca de 100 quilômetros da costa do Marrocos. Além desse vulcão, as ilhas cotam também como o de Teide, na ilha de Tenerife, e o de Timanfaya, na ilha de Lanzarote. Um deles entrou em erupção pela última vez em 1971. Já outro na ilha de El Hierro, teve uma erupção submarina em 2011.

Nesta semana, o professor de Oceanografia Física Antonio Fernando Härter Fetter Filho, da Universidade Federal de Santa Catarina, divulgou um vídeo com simulação do tsunami gerado pela erupção do vulcão Cumbre Vieja, nas Ilhas Canárias. A simulação estabelece o nível das ondas em Fortaleza, Recife, Salvador e Rio de Janeiro.

Mega-Sena pode pagar R$ 34 milhões neste sábado

O concurso 2.406 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 34 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h desta sábado (4) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet – saiba como fazer.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Colisão entre carros deixa uma pessoa morta e três feridas na BR 230 próximo à S

Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas em um acidente envolvendo duas caminhonetes, uma Fiat Strada e uma Chevrolet S-10, no início da noite desta sexta-feira (27), próximo à Soledade, interior da Paraíba.

O acidente ocorreu no KM-210 da BR-230 no sentido Campina Grande-Sertão. As vítimas com ferimentos leves foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital de Emergência e Trauma  de Campina Grande.

O motorista da Strada, identificado como Anderson dos Santos, empresário da cidade de Itaporanga, Sertão da Paraíba, veio a óbito no local do acidente.

As causas do acidente ainda serão investigadas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolou a área e disciplinou o trânsito até a chegada do delegado, perícia e Instituto de Medicina Legal.

Paraíba registra 6 óbitos, 630 novos casos e 19% de ocupação de leitos Covid-19

A Paraíba registrou, nesta quarta (18), 630 casos de Covid-19. Também foram confirmados 06 novos óbitos desde a última atualização, sendo 01 ocorrido nas últimas 24h. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) ao ClickPB desde a última atualização, 54 (8,57%) são casos moderados ou graves e 576 (91,43%) são leves.

Agora, a Paraíba totaliza 428.870 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 1.150.880 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os óbitos registrados neste boletim aconteceram entre os dias 17 de fevereiro e 17 de agosto, sendo um em hospital privado e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 9.115 mortes. O boletim registra ainda um total de 311.700 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 341 novos casos, o que corresponde a 54,12% dos casos registrados nesta quarta. São eles: Campina Grande, com 166 novos casos, totalizando 42.342; João Pessoa, com 88 novos casos, totalizando 103.627; Lagoa Seca, com 39 novos casos, totalizando 2.759; Alagoa Nova, com 30 novos casos, totalizando 1.468 e Emas, com 18 novos casos, totalizando 262.

  • Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 18/08/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até esta quarta, 222 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 06 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Bananeiras (1); Cachoeira dos Índios (1); João Pessoa (1); Picuí (1); Serra da Raiz (1) e Sousa (1).

As vítimas 03 homens e 03 mulheres, com idades entre 53 e 89 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente e um deles não apresentava comorbidade.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 19%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 16%. Em Campina Grande estão ocupados 24% dos leitos de UTI adulto e no sertão 24% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 18 pacientes foram internados nas últimas 24h. Ao todo, 269 pacientes estão internados nas unidades de referência.

Cobertura Vacinal

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 2.992.639 doses. Até o momento, 2.134.727 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 857.912 completaram os esquemas vacinais onde 795.622 tomaram as duas doses e 62.290 utilizaram imunizante de dose única. A Paraíba já distribuiu um total de 3.516.835 doses de vacina aos municípios. O painel de vacinação apresentou instabilidade, sem atualizar os números de doses aplicadas.

Anvisa rejeita uso da vacina CoronaVac em crianças a partir de 3 anos e cobra mais dados

Os diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negaram unanimemente o pedido do Instituto Butantan para incluir crianças e adolescentes (de 3 a 17 anos) entre as pessoas que podem receber a CoronaVac no Brasil.

Vacinação de crianças: o que se sabe e o que está em prática no mundo
CoronaVac é segura e eficaz em crianças a partir de 3 anos, diz estudo na China
Na mesma reunião da diretoria colegiada realizada nesta quarta-feira (18), os técnicos também revisaram e mantiveram a autorização de uso emergencial do imunizante para os adultos, que já tinha sido aprovado em 17 de janeiro. Entretanto, os diretores cobraram o envio de dados recentes sobre o desempenho da vacina, conforme previsto no processo.

A CoronaVac atualmente está em uso para crianças acima de 3 anos na China. A decisão foi baseada em estudos de fase 1 e 2 que indicam que imunizante é seguro. Os resultados foram publicados em junho na revista The Lancet. Os pesquisadores dizem que uma forte resposta imunológica foi verificada em 96% dos participantes.

No Brasil, atualmente a vacina da Pfizer é a única aprovada para maiores de 12 anos. Além disso, o laboratório Janssen recebeu autorização para condução de estudo com menores de 18 no país.