Sem conseguir remédio que custava R$ 12 milhões, bebê de 11 meses morre com atrofia muscular

Um bebê de 11 meses, com Atrofia Muscular Espinhal (AME), morreu nesta quarta-feira (01) em Monteiro no Cariri Paraibano,

João Guilherme precisava de um remédio que custa em torno de R$ 12 milhões, para tratar a doença. A família lutava na Justiça, para que o estado fornecesse a medicação à criança, mas infelizmente o pequeno João Guilherme, não suportou a demora e veio a óbito na manhã desta quarta-feira (01), em sua residência em Monteiro. O medicamento é considerado o mais caro do mundo.

O velório de João Guilherme será em sua residência na Vila Santa Maria (Papa), e seu sepultamento será na manhã de quinta-feira (02) no cemitério público de Monteiro.

O Pipoco