Ministro nega racionamento, mas pede uso consciente’ de água e energia

Em meio a uma grave crise hídrica, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, negou hoje que haja risco de racionamento, mas pediu “uso consciente” de água e energia elétrica à população. A medida, segundo ele, reduzirá “consideravelmente” a pressão sobre o sistema elétrico, diminuindo também o custo da energia gerada.

“Precisamos deixar claro que o sistema elétrico brasileiro evoluiu muito nos últimos anos”, disse Albuquerque em pronunciamento transmitido em rede nacional de rádio e TV. “Hoje temos um setor elétrico robusto, que nos traz garantia do fornecimento de energia elétrica aos brasileiros.”