Connect with us

EM MONTEIRO: Grupo de Whatsapp expõe mulheres e gera polêmica nas redes sociais

Um grupo de Whatsapp tem prints vazados e gera polêmica no município de Monteiro. Segundo informações obtidas pelo Agora Cariri, as conversas de teor difamativo foram...

Um grupo de Whatsapp tem prints vazados e gera polêmica no município de Monteiro.

Segundo informações obtidas pelo Agora Cariri, as conversas de teor difamativo foram vazadas pelos próprios participantes do grupo e divulgado nas redes sociais, um caso semelhante aconteceu no interior de Minas Gerais (MG), aonde um Rankg do Sexo foi compartilhado expondo mais de 100 mulheres.

Longe de ser uma terra sem lei, no WhatsApp, o que você disser pode ser usado contra você. Até nos tribunais. Brasileiros que se sentiram ofendidos com algo escrito no aplicativo de mensagem mais famoso do mundo podem recorrer à Justiça e conseguir que os ofensores paguem indenizações.

Outros crimes
Quem manda mensagens abusivas por apps de bate-papo ou por redes sociais pode ser responsabilizado tanto na esfera criminal quanto na cível, explica a advogada Patrícia Peck Pinheiro. Em uma esfera, as penalidades são financeiras, como o pagamento de indenização; na outra, a pena pode envolver prisão.

Dependendo do teor, essas mensagens podem configurar diferentes crimes, desde calúnia, difamação ou injúria até preconceito racial e ameaça. Os autores das mensagens podem ser acionados até mesmo se a pessoa ofendida não for uma das destinatárias.

Mesmo a fofoca digital, ainda que não seja ofensiva, pode gerar ações na Justiça. Entra aí a reiteração jocosa das características de uma pessoa (por exemplo: “fulano ri muito”), comportamento comum em casos de bullying. O crime seria abuso da liberdade de expressão.

Até membros de um grupo de mensagens que não ofendam ninguém mas mantenham o silêncio podem ser enquadrados, diz a advogada. “Nos casos do grupo de WhatsApp tem tido uma situação que aquele que fica em silêncio pode ter uma responsabilidade por cumplicidade”, diz. “O que fica calado concordou.” Eles cometeriam crime de omissão. Nesses casos, a orientação é sinalizar discordância ao menor sinal de mensagens agressivas.

Continuar lendo
Escrever um comentário

COMENTÁRIOS

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copyright © 2014 l Soma de Conteúdo com credibilidade.